Documentário: Samba & Jazz será exibido em agosto, no Canal Brasil

Jefferson Mello é apaixonado pelo jazz. O cineasta e fotógrafo publicou o livro Os Caminhos do Jazz em 2005, com cliques registrados por ele em shows e manifestações artísticas em 11 nações. O pesquisador aprofunda, depois de uma década, seu mergulho na história do gênero e propõe uma relação de semelhança entre o legendário estilo de Nova Orleans, nos Estados Unidos, e o tradicional samba do Rio de Janeiro. A coprodução do Canal Brasil alterna imagens e entrevistas com ícones dos movimentos culturais, registradas em ambos os países, para mostrar como a influência de escravos oriundos da África foi imprescindível para a história da música local, capaz de inspirar ambos de forma similar, independente da separação geográfica.

Há diversos pontos de encontro entre o jazz e o samba, e muitos deles vão muito além das notas e andamentos escritos em uma partitura. Os gêneros foram vitais para a construção da identidade cultural das cidades em que surgiram e prosperaram. As cenas gravadas nos Estados Unidos remontam a história do ritmo, com a formação dos conjuntos tradicionais, bandas com diversos integrantes e grande virtuosismo entre os músicos de sopro. Verdadeiras lendas vivas do estilo, como o trompetista Gregg Stafford, membro da Hot Jazz, e Donald Harrison, professor e líder do grupo The Congo Square Nation, comentam como a cultura da cidade gira em torno da música e dissertam sobre grandes nomes da história, como Louis Armstrong. Do lado brasileiro, são ouvidos bambas como Alcione, Arlindo Cruz e Carlinhos 7 Cordas.

As similaridades entre ambos os ritmos são evidentes nos discursos dos entrevistados. Os americanos possuem apreço análogo pela mítica cidade de Nova Orleans na mesma proporção dos cariocas pelas favelas cariocas. Sambistas e jazzistas comentam a tradição dos cortejos de rua, com bandas tocando pelo asfalto acompanhadas pela comunidade que representam. Os músicos abordam questões relacionadas ao preconceito com a população negra, de ampla maioria no estilo, e a dificuldade de trabalhar com arte e ganhar o sustento suficiente no fim do mês. Há ainda o debate sobre o virtuosismo negado a artistas tidos como populares, visto como algo menor na comparação com o mundo erudito, e até a relação da música com a morte, com os famosos desfiles musicais realizados nos velórios.

Segunda, dia 15/08, às 22h e domingo, dia 21/08, às 18h.

 

 

Onde encontrar o Canal Brasil:
NET – canal 150
NET HD – canal 650
SKY – canal 55
Claro – canal 67
Oi e Via Cabo – canal 66
GVT – canal 103
Vivo TV DTH – 806
Vivo IPTV – 656

©2017 SSAUP Salvador Update - Desenvolvido por AZUL DESIGN(ERS)

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?