Viansatã realiza em outubro encontro internacional sobre Artaud

O Teatro é uma arma poderosa para influir no mundo. Essa arte tem um inesgotável poder de transformação da vida.  O Teatro é a própria Vida, são aspectos inseparáveis. Era desta forma que o encenador e poeta francês Antonin Artaud enxergava o Teatro. Para Artaud tudo o que era vivido por um ator poderia ser tão extraordinário que seria, sob o ângulo certo, mais potente que a própria vida.

Inspirados nesta filosofia cruel, artistas egressos da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia criaram em 2009 o grupo de investigação artística Núcleo Viansatã de Teatro Ritual. Com o objetivo de dividir suas pesquisas e as de outros artistas/pesquisadores sobre Artaud, o Viansatã realiza de 15 a 19 de outubro o II Encontro Fronteira Sa[n]grada: Artaud e o seu Duplo, que contará com mesas de discussão sobre o tema, apresentações de espetáculos, painel performático, oficinas de teatro e lançamento de livros.

O evento faz parte do calendário comemorativo de sete anos do Viansatã. Na noite libriana de 19 de outubro de 2009 o grupo foi criado e, desde então, inspirado pela filosofia cruel do encenador, ator e poeta francês Antonin Artaud, tem se alimentado de histórias que versam a respeito de paixões devoradoras e realiza investigação continuada sobre o cruzamento de rituais sagrados e energia sexual como motriz de criação compartilhada.

Desta forma, o dia 19 de outubro de 2016 será dedicado ao grupo. O público assistirá na Saladearte do Cinema do Museu um documentário a respeito de sua trajetória e participará de um bate-papo após a exibição. Em seguida, a partir das 22h, na sede do Viansatã – a Bouche de L’Enfer (Largo Cruzeiro de São Francisco – Pelourinho), ocorrerá o Sarau Maldito, com apresentação da banda do grupo e de artistas convidados.

 

O quê? II Encontro Fronteira Sa[n]grada: Artaud e o seu Duplo

Quando? 15 a 19 de outubro de 2016

Onde? Saladearte Cinema do Museu (Av. 7 de Setembro, 2195, Corredor da Vitória, Museu Geológico); Bouche de L’Enfer (Largo do Cruzeiro de São Francisco, 21, Pelourinho); Escola de Teatro da UFBA (Av. Araújo Pinho, Canela)

Entrada? Franca

CONVIDADOS

As ideias de Artaud ensejam um eterno estado de expansão. Será reunido nesse evento um grupo fenomenal de pesquisadores e artistas para contribuir com essa expansão. “Esperamos com esse evento que as visões sobre Artaud tornem mais aguçadas as vidas de outros artistas e de todos aqueles que se permitirem ser contaminados por seu exemplo”, descreve a encenadora-pesquisadora do Viansatã, Amanda Maia.

Dentre os artistas-pesquisadores que irão debater as temáticas do Encontro estão os professores da Universidade de São Paulo (USP) e doutores em artes cênicas Claudio Willer e Almir Ribeiro; e a dramaturga e professora doutora Cleise Mendes, docente da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e imortal da Academia de Letras da Bahia.

Entre os convidados internacionais estão o alemão Wolfgang Pannek, ator e Co-diretor da Taanteatro Companhia e doutorando pela instituição de ensino superior alemã FernUniversität Hagen; e o mestre Carlos Araque Osório, professor da Universidad Distrital Francisco José De Caldas, na Colômbia.

Grande nomes do cenário teatral baiano também participarão das mesas como a mestra Fernanda Júlia Barbosa (UFBA, também diretora artística do NATA- Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas), Luís Alonso, diretor do OCO Teatro Laboratório e do Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia (FILTE) e o mestre e pesquisador da Teoria Queer, Leonardo Paulino (UFBA).

ENCONTRO

O ator-pesquisador do Viansatã, Jones Mota, explica que o Fronteira brotou da vontade de conhecer as diversas leituras de Artaud feitas por artistas latino-americanos e de possibilitar o diálogo entre eles. “A nossa perspectiva neste Encontro, que é um dos poucos voltado para pesquisas brasileiras influenciadas por Artonin Ataud, é ampliar o compartilhamento dos estudos teórico-práticos em artes cênicas sobre Artaud e seu duplo”, pontua.

“Para nós, o Santo-Velho-Louco (Artaud) é uma fonte inesgotável. Não há limites nas profundezas artaudianas. Queremos possibilitar um espaço de difusão de conhecimento, de intercâmbio, de formação e de fruição. Nosso objetivo é criar um espaço propício para borrar, apagar, sangrar ou sagrar as fronteiras entre arte e vida”, acrescenta.

PROGRAMAÇÃO

Todas as atividades dialogam de alguma forma com a temática artaudiana e possibilitam o compartilhamento das pesquisas dos artistas participantes, incluindo o anfitrião Núcleo Viansatã de Teatro Ritual, que apresenta no dia 17 de outubro seu mais novo espetáculo A Danação de Tristão e Isolda – Capítulo 1, no Pelourinho.

Outros espetáculos da programação que irão ocupar os espaços do Saladearte Cinema do Museu são Para Acabar com o Julgamento de Deus (15/10), com o ator-pesquisador Adeilton Lima, do Distrito Federal, que também fará uma demonstração de trabalho sobre seu novo espetáculo (16/10); e a performance cênico-musical Obsessiva Dantesca, da atriz soteropolitana Laís Machado, no dia 16 de outubro.

Já no dia 18 de outubro o Saladearte Cinema do Museu será ocupado pelo Painel Performático, com performances de artistas-estudantes da Universidade Federal da Bahia, selecionados através de uma convocatória. O Coletivo das Liliths encerra o painel performático, como grupo convidado.

QUEER

O Coletivo das Liliths é um grupo de artistas que desenvolve uma pesquisa artística em torno de temáticas como: afirmação das identidades de gênero, respeito às diferenças, combate à violência contra as ditas minorias, respeito às diversas formas de expressões de sexualidades e o combate às hierarquias de gênero.

A participação do Coletivo das Liliths impulsiona a discussão sobre a Teoria Queer, um dos subtemas do Encontro. Estranho; Talvez ridículo; Excêntrico; Raro; Extraordinário. Essas são algumas traduções para o termo Queer, teoria que começa a ser desenvolvida a partir do final da década de 1980.

Hoje, antes de tudo, Queer é desfrutar da condição de marginalização social, tornando poderosa a possibilidade de desestabilização do estado estabelecido das coisas. Transitar a quilômetros de distância dos padrões normativos da sociedade é evidente entre os integrantes do Núcleo Viansatã de Teatro Ritual, sobretudo na expressão de identidade e sexualidade, assim como foi para Artaud, um mais que notório desviante.

Programação

ü  15 de outubro | Sábado

Café do Cinema do Museu | 14h às 16h | Credenciamento

 

Saladearte Cinema do Museu | 16h30 | Mesa 1 | Abertura

Artaud, notório desviante – Abordagem histórica da vida de Artaud, com ênfase nos aspectos controversos de sua existência ético-poética.

Convidados: Prof. D.r Claudio Willer (USP); Prof.a D.ra Cleise Mendes (UFBA); e Me. Wolfgang Pannek (FernUniversität Hagen | Taanteatro)

 

Saladearte Cinema do Museu | 21h | Espetáculo

Para Acabar com o Julgamento de Deus. De Antonin Artaud. Tradução de Cláudio Willer.

Atuação e direção: Adeilton Lima | Brasília

 

ü  16 de outubro | Domingo

Escola de Teatro da UFBA | 9h às 13h | Oficina

Antonin Artaud na dinâmica Taanteatro.

Ministrante: Wolfgang Pannek | Taanteatro Companhia | São Paulo

 

Escola de Teatro da UFBA | 10h às 12h | Demonstração de trabalho e bate-papo

Glauber Rocha, O Profeta do Delírio

Ator-pesquisador: Adeilton Lima | Brasília

 

Saladearte Cinema do Museu | 16h30 | Mesa 2

Todas as formas de expressão de existência: Artaud na Performance e no Teatro Ritual. Convidados: Prof. Dr. Almir Ribeiro (USP); Me. Leonardo Paulino (UFBA); Me. Adeilton Lima (UnB);

 

Café do Cinema do Museu | 19h | Performance Cênico-Musical

Obsessiva Dantesca

Criação e Atuação: Laís Machado | Salvador, Bahia

 

ü  17 de outubro | Segunda

Café do Cinema do Museu | 10h | Lançamentos de Livros

LIMA, Adeilton. Sempre diga eu te amo da boca pra dentro.  Brasília, DF: Edição de Autor, 2016.

MAIA, Amanda. Filtro, Vitral, Perfume. Coletivo Saladistar Produções, Salvador, BA, 2016.

PANNEK, Wolfgang; BAIOCCHI, Maura (Orgs.). Taanteatro: [Des]Construção e Esquizopresença. Transcultural, São Paulo, 2016.

RIBEIRO, Almir. Gordom Craig: a pedagogia do über-marionete. Editora Giostri, São Paulo, 2016

 

Saladearte Cinema do Museu | 16h30 | Mesa 3

Para beber Artaud: Panorama de realizações cênicas contemporâneas inspiradas em seu legado. Convidados: Me. Carlos Araque Osório (Universidad Distrital Francisco José De Caldas – Colômbia); Me. Fernanda Júlia Barbosa (UFBA); e Luís Alonso (Diretor do OCO Teatro Laboratório e FILTE BA)

 

Bouche de L’Enfer | 20h | Espetáculo

Espetáculo A Danação de Tristão e Isolda – Capítulo 1

Núcleo Viansatã de Teatro Ritual | Salvador, Bahia

 

ü  18 de outubro | Terça

Bouche de L’Enfer| 9h as 13h | Oficina

Ministrante: Carlos Araque Osório | Colômbia

 

Café do Cinema do Museu | 16h30 | Painel Performático

Performances selecionadas

Encerramento com o Coletivo das Liliths | Salvador, Bahia

 

ü  19 de outubro | Quarta

Saladearte Cinema do Museu | 16h30 | Documentário

O Caminho no Tempo | 7 anos de Viansatã

Núcleo Viansatã de Teatro Ritual | Salvador, Bahia

 

Bouche de L’Enfer | 22h | Sarau Maldito | Encerramento

Núcleo Viansatã de Teatro Ritual + Artistas convidados + Microfone aberto

©2017 SSAUP Salvador Update - Desenvolvido por AZUL DESIGN(ERS)

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?